quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Centro Cultural de Capoeira Raízes do Brasil





Olá capoeirista, é com um grande prazer que venho realizar mais uma postagem no nosso blog, que por sinal vem fazendo muito sucesso. O número de acessos cresce a cada dia. Procurei alguma coisas sobre o Grupo Raízes do Brasil, mas o site deles oficial(http://www.raizesdobrasil.com.br) está em atualização então vou colocar as informações que encontrei em outro site, espero que sejam corretas :)


História
"A associação Raízes do Brasil é um a associação sem fins lucrativos, cujo objetivo é a difusão da cultura brasileira através da capoeira.

Sua história começa em 1980, quando foi fundada em Brasília, capital do Brasil. Em 1988, filiou-se ao então capoeirarte, grupo liderado por Mestre Camisa e com sede no Rio de Janeiro, passando a denominar-se Raízes do Brasil-Capoeirarte. O grupo ficou com o nome Raízes do Brasil-Abadá-Capoeira suplantou a penetração que o antigo nome alcançara ma comunidade local.

Agora, o grupo volta-se para sua origem história, buscando reforçar seu enfoque nas raízes culturais. Por isso voltou a usar o nome Raízes do Brasil."

Filosofia

"O Grupo Raízes do Brasil tem como filosofia contribuir para a formação de valores humanos éticos, baseados no respeito, na socialização e na liberdade. Tentamos despertar em nossos capoeiristas uma visão ampla do universo em que a capoeira está inserida, priorizando a conscientização dos seguintes aspectos:
- defesa da natureza;
- valorização da cultura brasileira;
- e integração social.

Temos também como filosofia o desenvolvimento da arte da capoeira, por meio de profissionalização do capoeirista; elevação do nível técnico e teórico no ensino da capoeira, bem como sua utilização como recurso pedagógico, artístico e/ou cultural.

Consideramos a capoeira a expressão viva da liberdade de um povo, uma arte ancestral que deve ser praticada com reverência e merece respeito e atenção. Preservar seus valores é uma de nossas metas. Nosso trabalho aponta para a necessidade de valorizar o ser humano e o capoeirista."

Um comentário: